Projeto rejeitado em Machados vai para votação pela terceira vez seguida neste domingo

 O prefeito de Machados convoca sessão extraordinária na Casa Flávio Pessoa Guerra no próximo domingo (30) de dezembro às 9:00 horas para rediscutir o reparcelamento previdenciário do município e incluí na pauta o projeto de atualização do código tributário que cria várias novas taxas e modalidades arrecadatórias. 

Essa é a terceira vez que o tema "reparcelamento previdenciário" entra em pauta após ser rejeitado no dia 11 de dezembro e ser recolocado para discussão nos dias 19 e agora 30 de dezembro de 2018.

Nos bastidores vereadores de oposição articulam uma medida judicial contra a mesa diretora da câmara sob a presidência do vereador José Rogério (PMDB) por está colocando em pauta de maneira sucessiva matéria VENCIDA em plenário sem que essa volte ao estágio inicial passando pelas comissões necessárias da casa.

"A PRESIDÊNCIA da Câmara nas últimas semanas têm realizado uma série de quebras do regimento da Casa. A atitude está incomodando os demais vereadores de oposição que chegam a dizer que ‘são atitudes ditatoriais” e pretendem acionar o MPPE."

Os vereadores estão em contato com um setor jurídico aparte para auxiliá-los em qual medida suspensiva pela via regimental e judicial poderá ser adotada.

Os vereadores de oposição acreditam que o prefeito e os vereadores da base querem manobrar e acelerar a votação e aprovar os projetos esperando a falta de 2 vereadores para ter o quórum baixo de 7 vereadores presentes e aprovar a matéria com os 4 votos da base que seria a maioria absoluta do dia - pois o vereador Manoel Fonseca (PSB) estaria fora do estado em viagem e o prefeito avalia que essa é a grande oportunidade, pois basta apenas mais um vereador faltar para os projetos serem aprovados.

Postar um comentário

0 Comentários