Atirador de Las Vegas instalou câmeras dentro e fora do quarto

O atirador que matou 59 pessoas em Las Vegas, Stephen Paddock, instalou câmeras de vídeo dentro e fora do quarto do hotel antes do ataque à multidão, durante um festival de música na cidade. É o que informou o jornal Daily News.
Em coletiva na cidade, o Departamento da Polícia Metropolitana de Las Vegas disse aos jornalistas que outras câmeras foram colocadas no corredor, para detectar qualquer presença, incluindo uma escondida em um carrinho de serviço de quarto do Mandalay Bay Hotel.
"Havia câmeras fora da sala e dentro da sala, junto com as armas de fogo", disse o xerife Joseph Lombardo, que afirmou ainda que o crime foi premeditado.
Paddock também enviou mais de R$ 300 mil (US$ 100 mil) para uma conta nas Filipinas nos dias que antecederam a matança. A NBC News informou que o dinheiro foi enviado para o país de origem da namorada de Paddock, Marilou Danley, que estava nas Filipinas.
As autoridades disseram que o atirador usou 16 rifles de alta potência além de outras sete armas para disparar contra a multidão por 9 minutos.
Além dos 59 mortos, mais de 500 ficaram feridas no massacre que aconteceu na madrugada de segunda (2). O autor dos disparos, Stephen Paddock, que morava em uma comunidade de aposentados, se matou no quarto do hotel antes da chegada da polícia.
Este foi o pior massacre a tiros da história dos Estados Unidos, superando as mortes de 49 pessoas em uma casa noturna de Orlando no ano passado.

O grupo terrorista islâmico Daesh (também conhecido como Estado Islâmico) reivindicou responsabilidade pelo ataque, mas autoridades norte-americanas disseram que não há indícios de ligação entre Paddock e o grupo.

Postar um comentário

0 Comentários