Ao citar 'escândalos' no Brasil, representante da ONU diz que corrupção ameaça democracia

GENEBRA – Os "escândalos" de corrupção no Brasil revelam como a situação "está profundamente enraizada em todos os níveis de governo".  O alerta é do alto comissário da ONU para Direitos Humanos, Zeid Al Hussein, que, em um discurso na manhã desta segunda-feira, 11, aponta como o desvio de recursos públicos ameaça a democracia, além de promover o que chamou de "erosão da confiança pública".

Postar um comentário

0 Comentários