Agora: Terremoto deixa mortos no México

Um terremoto de magnitude 7.1 atingiu o México na tarde desta terça-feira (19). O forte tremor foi sentido na Cidade do México, onde as pessoas deixaram os edifícios e correram para as ruas. O tremor ocorreu no 32º aniversário do terremoto que atingiu a Cidade do México em 1985, que deixou pelo menos 5.000 mortos, segundo fontes oficiais. Imagens divulgadas nas redes sociais mostram que prédios desabaram, mas não há ainda informações sobre possíveis vítimas.
O epicentro do tremor foi nos arredores de Axochiapan, no Estado de Morelos, a cerca de 150 km da capital, segundo o Serviço Nacional mexicano. Ele foi registrado a 51 km de profundidade. O tremor ocorreu apenas algumas horas depois de muitos participarem de treinamentos sobre terremotos em todo o país no aniversário do sismo devastador de 1985.
Ainda não está clara a extensão dos danos provocados pelo tremor. Imagens de televisão mostraram pessoas sendo retiradas dos escritórios nas principais cidades. Testemunhas disseram que havia cenas de pânico e pessoas choravam nas ruas depois de deixar suas casas.
O presidente do México, Enrique Peña Nieto, convocou o Comitê Nacional de Emergências para avaliar a situação e coordenar ações.
No dia 7 de setembro, o terror ja tinha sido revivido pelos mexicanos com um tremor que atingiu 8,2 graus, segundo informações atualizadas do Serviço Sismológico Nacional (SSN) do México. O tremor foi o mais forte a atingir o país em quase um século e matou 90 pessoas. O sismo, de magnitude 8,2 atingiu a costa do estado de Chiapas, deixando centenas de edifícios em ruínas e provocando centenas de réplicas. Juchitan, em Oaxaca, sofreu alguns dos piores danos no país.
O epicentro daquele terremoto foi a 700 quilômetros da capital. A distância, juntamente com medidas de segurança melhoradas nos edifícios em sequência do desastre de 1985, asseguraram que a capital tenha sido pouco afetada pelo tremor.
Um grave terremoto de 8,1 graus na escala Richter, com epicentro em Michoacan (centro do país) causou 10 mil mortes, segundo fontes oficiais, e 45 mil, segundo a Coordenadora Única das Vítimas. O tremor provocou a destruição de um terço dos edifícios da Cidade do México. (Com agências internacionais) Via: Uol Notícias


Postar um comentário

0 Comentários